Pedro Bento & Zé da Estrada (SP)

A dupla Pedro Bento & Zé da Estrada é formada pelos paulistas José Antunes Leme, de Porto Feliz, e Waldomiro de Oliveira, de Botucatu. Os dois cantores se conheceram em 1958 e logo começaram a cantar juntos. Ainda em 1958, emplacaram seu primeiro hit, Seresteiro da Lua, uma música caipira de raiz. No entanto, em meados da década de 1960, eles resolveram incorporar de vez a música regional mexicana em suas canções, o que já era comum nas apresentações da dupla. A partir de então, os chapelões e trompetes se tornaram cada vez mais presentes.

Eles conseguiram inovar a música sertaneja ao importar as rancheiras que sempre fizeram sucesso na América Central. O figurino típico passou a fazer parte do cenário do palco a partir de 1963, fazendo com que a dupla recebesse o título de "Os amantes da Rancheira". No entanto, a diversificação dos músicos não ficou só nos trajes e nos cenários, Pedro Bento & Zé da Estrada gravaram canções de vários estilos e de compositores consagrados como, por exemplo, Almir Sater.

A dupla possui um museu histórico na cidade de Pratânia, no estado de São Paulo, onde estão expostos objetos como troféus, discos, fotos, figurinos e instrumentos antigos usados pelos cantores. O museu fica aberto diariamente à visitação do público. Pedro Bento & Zé da Estrada não fizeram sucesso apenas na música, nos anos 60, apareceram no filme Os Três Boiadeiros, no qual interpretaram personagens de destaque, juntamente com o ator Chico de Franco. Em 2007 gravaram o CD Pedro Bento & Zé da Estrada, 50 anos de Mariachis e Grandes Sucessos Sertanejos, que comemora o meio século de carreira e sucesso da dupla.

Pedro Bento & Zé da Estrada

29/07/2010

Pedro Bento & Zé da Estrada



Ainda não temos nenhum vídeo =(

Ih... nenhum áudio cadastrado ainda.

 






Desenvolvido por CarlosFilho.com2004 - 2010. Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e Asjor.

Fotos e matérias podem ser distribuídas desde que citados os créditos da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge e do fotógrafo.