Siriri e Cururu (MT)

O siriri, ciriri ou siriá é uma dança folclórica dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul que integra as festas tradicionais e os festejos religiosos da região Centro-Oeste. A dança lembra as brincadeiras indígenas, com ritmo e expressão que misturam aspectos africanos, portugueses e espanhóis. A música fala das coisas da vida de forma simples e alegre. Os instrumentos musicais que acompanham as canções são a viola de cocho, o cracaha (ou ganzá) e o mocho (ou tamboril). A expressão cultural e a coreografia do siriri transmitem o respeito e o culto a amizade, por isso é conhecido como dança mensagem.

É uma dança de vários passos, no entanto, em alguns movimentos os dançarinos parecem estar brincando. O siriri é praticado na cidade e na zona rural e é presença garantida em festas, batizados e casamentos, além dos festejos religiosos. A coreografia é variada e sem uma interpretação definida e a dança acontece nas salas das casas, varandas ou terreiros. As vozes dos cantadores são estridentes, transmitindo tristeza e nostalgia nas músicas tristes e alegria e descontração nas canções de festejo.

Existem duas versões para a origem do termo siriri. Uma diz que o nome vem da palavra portuguesa otiriri, que se refere a uma representação teatral irônica comum no século XVIII; a outra diz que o termo relaciona-se ao nome de um cupim de asas, chamado siriri, que tem o vôo parecido com os passos da dança.

Cururu e Siriri matogrossense

28/07/2010

Cururu e Siriri matogrossense



Ainda não temos nenhum vídeo =(

Ih... nenhum áudio cadastrado ainda.

 






Desenvolvido por CarlosFilho.com2004 - 2010. Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e Asjor.

Fotos e matérias podem ser distribuídas desde que citados os créditos da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge e do fotógrafo.