Apresentação do Encontro Veja a programação do Encontro Conheça os artistas Confira as Rodas de Prosa Feira de Oportunidades Sustentáveis Oficinas ministradas durante o Encontro Mostra de Cinema Petrobras Diário de São Jorge Material para imprensa Ficha Técnica do Encontro Entre em contato
 

27/07/2007 23:29
Índios Kaiapó
Danças e cantos do Xingu

por Daniella Borges, da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge

Guerreiros da Amazônia, os índios Kaiapó, da família Tupi-Guarani, do Parque Indígena do Xingu (PA), iniciaram as apresentações no palco do VII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros revelando a beleza de seus rituais, pinturas, colares, cocares, cantos e danças. Quatro homens e duas mulheres representantes da etnia mostraram a Dança do Milho e da Mandioca ao som do maracá (Meuêmoro). "Essas danças são para celebrar a colheita na aldeia", explica Anóre Kaiapó.

Marcelo Scaranari

Kaiapó no palco: escolha dos genros pelo desempenho na dança

Os Kaiapó desceram do palco para interagir com o público e, com os braços abertos, fizeram a Dança da Arara. Segundo Bepketi Kaipó, esta ave é sagrada para eles e suas penas são usadas para a confecção de cocares. Eles encerraram a apresentação com a Dança da Noiva, ritual em que as mães das mulheres que vão casar escolhem os genros observando o desempenho deles nas danças e nos cantos.

A mitóloga Luciana Mesquita, de Brasília, participante da vivência na Aldeia Indígena Multi-Étnica, foi convidada pelos índios Kaiapó para apresentar junto com o grupo na Vila de São Jorge."O meu encontro com os Kaiapó é como se eu estivesse encontrando com os meus ancestrais, com o meu povo. Eu me aproximei deles com um olhar do coração, sem interesses antropológico ou de pesquisa. Eles me batizaram de Bequejó e pintaram o meu corpo", conta a mitóloga.

Segundo Mesquita, os índios Kaiapó fazem a pintura corporal com jenipapo, carvão, urucum e óleo de coco de babaçu nas crianças, mulheres e homens para eles dormirem e sonharem. "Não é apenas uma pintura decorativa, mas sim um ritual para fazer sonhar e chamar as visões. É como uma meditação. O inconsciente coletivo é extremamente importante para os Kaiapó", diz.

Depois da apresentação na Vila de São Jorge, os índios Kaiapó continuaram a festa na Aldeia Indígena Multi-Étnica com danças e cantos em volta da fogueira até o dia amanhecer. 

O povo Kaiapó

Os Kaiapó são da família Tupi-Guarani e se autodenominam MepenGokré, que significa nosso povo. É uma das 14 etnias que vivem no Parque Indígena do Xingu, localizado entre o sul do Pará e norte do Mato Grosso. Todos esses povos foram levados para a região do Xingu pelos irmãos Vilas Boas entre as décadas de 40 e 60.

enviar por e-mail | imprimir
topo da página | mais notícias

26/05/2009 - IX Encontro de Culturas
Vem aí o IX Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

02/08/2008 - Encontro
Zambiapunga e Turma que Faz celebram o fim do VIII Encontro de Culturas Tradicionais

02/08/2008 - Arcoverde na Chapada
"É só tocar um pouco de Fogo que a explosão ocorre”

01/08/2008 - Entrevista
“Incelente Maravilha”

01/08/2008 - Show
Música caipira faz as honras da casa



VÍDEO:Turma Que Faz ensaia a todo vapor para gravação do disco


Programe agora sua viagem para São Jorge. Encontre as pousadas, campings e restaurantes da Vila.