Apresentação do Encontro Veja a programação do Encontro Conheça os artistas Confira as Rodas de Prosa Feira de Oportunidades Sustentáveis Oficinas ministradas durante o Encontro Mostra de Cinema Petrobras Diário de São Jorge Material para imprensa Ficha Técnica do Encontro Entre em contato
 

25/07/2007 13:57
COEPI
A contagiante mistura de gerações

por Luciana Castro, da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge

Na noite de 23 de julho, segunda-feira, a Comunidade Educacional de Pirenópolis - COEPI subiu ao palco do VII Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros para apresentar a mistura de gerações e a alegria das festas e folias tradicionais brasileiras. A dança do Chá e a do Vilão, e o encontro inusitado da catira com hip hop fizeram a festa do público que aguardava ansioso para ver a novidade.

Marcelo Scaranari

A catira e o hip hop da COEPI foram a novidade da noite

Foi a primeira apresentação da mistura, que conseguiu unir pais e filhos na mesma sintonia. Isabela Magalhães, idealizadora e coordenadora do projeto, explicou como surgiu a idéia de misturar a tradição da catira com a modernidade da dança de rua. "Temos um grupo de catireiros tradicionais de Pirenópolis e outro de dança de rua, que ensaiavam separados no nosso Ponto de Cultura COEPI. Percebi que a junção das duas coisas poderia não só formar algo novo, mais também unir gerações, tradições e aprendizagem. Passei então idéia para os dois grupos e eles adoraram" afirma.

Marcelo Scaranari

Júlia Palmas durante a apresentação: "a reação do público nos animou a procurar novas formas de juntar as gerações"

Empolgando o público, os meninos do hip hop e os griôs da catira animaram a noite, provando que uma cultura ou tradição só é perdida quando não existe força de vontade. "Quando a Isabela nos propôs a com os catireiros, ficamos com medo que essa mistura pudesse não dar certo e não agradar ao público. Mas, quando chegamos aqui e vimos o resultado e a reação do público, ficamos muito alegres! Estamos até pensando em introduzir outros passos e danças", revela Júlia Palmas, bailarina do grupo de dança de rua.

A COEPI é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que existe há 10 anos e oferece vários tipos de oficinas, como artes plásticas, cênicas, música, dança e artesanato. Em 2004 eles foram contemplados pelo Programa Cultura Viva, do Minc, como Ponto de Cultura. Projetos como Ação Griô, Mídia Digital e Agente Cultura Viva aumentaram as condições para a extensão de aprendizado da comunidade.

Colhendo Frutos

No dia seguinte após a sua contagiante apresentação no palco, os integrantes da COEPI ministraram uma oficina para ensinar alguns passos e contar sobre seus projetos. Tendo como palco a praça principal da Vila de São Jorge, os participantes da oficina levantaram poeira no bater de palmas e pés da catira, e no jogo arrastado de voltas e pulos do hip hop.

Crianças e adultos se divertiram, como em uma grande academia de dança, aprendendo juntos os prazeres que uma união como essa pode proporcionar.

O sucesso foi grande o suficiente para que os participantes da oficina fossem convidados pela produção do Encontro a se apresentarem à noite, junto com a COEPI, para mostrar o resultado. No horário marcado, estavam todos lá, prontos e com seus passos ensaiados para se apresentarem. Mais uma vez, a empolgação tomou conta do todos, artistas e público, que puderam experimentar a união das gerações na cultura popular brasileira.

enviar por e-mail | imprimir
topo da página | mais notícias

26/05/2009 - IX Encontro de Culturas
Vem aí o IX Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

02/08/2008 - Encontro
Zambiapunga e Turma que Faz celebram o fim do VIII Encontro de Culturas Tradicionais

02/08/2008 - Arcoverde na Chapada
"É só tocar um pouco de Fogo que a explosão ocorre”

01/08/2008 - Entrevista
“Incelente Maravilha”

01/08/2008 - Show
Música caipira faz as honras da casa



A ópera da comunidade


Programe agora sua viagem para São Jorge. Encontre as pousadas, campings e restaurantes da Vila.