Apresentação do Encontro Veja a programação do Encontro Conheça os artistas Confira as Rodas de Prosa Feira de Oportunidades Sustentáveis Oficinas ministradas durante o Encontro Mostra de Cinema Petrobras Diário de São Jorge Material para imprensa Ficha Técnica do Encontro Entre em contato
 

21/07/2007 20:46
Embaixadores da Lua
Uma receita de bolo na abertura

por Alexandre Rissate, da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge

"Está no ar a Rádio Difusora RD!". Assim os Embaixadores da Lua abriram oficialmente o VII Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros, criando um elo entre artistas e público, palco e chão.

Com o slogan "A rádio folia a serviço da poesia", Josino Medina e Paulin Amorim, passaram uma receita de bolo bem humorada: dois dedos de prosa, amor, coração quente, uma casa, uma oração e quando estiver pronto, a regra é dividir.

Marcelo Scaranari

Os Embaixadores da Lua: mestres de cerimônia do VII Encontro de Culturas

Entre as apresentações da noite, os mestres de cerimônia cantaram suas músicas e recitaram poesias, além de falar sobre cada grupo que subia ao palco. Mas a Rádio Difusora RD também estava disponível para mandar recadinhos de amor e anunciar prestação de serviços.

A dupla usa pandeiros, viola, violão e tambores. Os instrumentos são enfeitados com fitas coloridas de cetim, e as roupas são brancas, pela influência das congadas. Atrás deles, duas bandeiras. A branca simboliza a paz, enquanto a de retalhos, com a inscrição "Tudo Está Ligado" representa a idéia de que todas as coisas do mundo estão interligadas. Para isso, além de retalhos, a bandeira também tem pedaços de revistas e uma boina. Para eles, elementos simbólicos têm muita força para mudar as pessoas.

O embaixador Paulin Amorim andava no meio do público em busca de perguntas ou recados para os artistas. Logo, encontraram Geronei Coelho, pesquisadora da Caçada da Rainha de Colinas do Sul, que falou sobre o lançamento do livro, documentário e inventário da Festa.

Entre o público, estava o engenheiro Pedro Saturnino, morador do Rio de Janeiro. Ele adiou sua volta à cidade natal só para ver os artistas do primeiro dia de Encontro. "Os Embaixadores situam o público, evitando que fiquem perdidos sem saber quem está apresentando", afirma.

Para Andréa Bolzon, de Brasília, "eles não deixam buraco entre um artista e outro, é uma costura da apresentação".

O público se empolgava com as músicas divertidas da dupla, nos intervalos de um show e outro, pessoas de todas as idades dançavam e pulavam. Paulin Amorim conta que é a primeira vez que participa do Encontro de Culturas. "Sempre tive muita vontade de vir. A cultura popular é uma forma de aproximar as pessoas de suas raízes", complementa.

enviar por e-mail | imprimir
topo da página | mais notícias

26/05/2009 - IX Encontro de Culturas
Vem aí o IX Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

02/08/2008 - Encontro
Zambiapunga e Turma que Faz celebram o fim do VIII Encontro de Culturas Tradicionais

02/08/2008 - Arcoverde na Chapada
"É só tocar um pouco de Fogo que a explosão ocorre”

01/08/2008 - Entrevista
“Incelente Maravilha”

01/08/2008 - Show
Música caipira faz as honras da casa



Pajé-Curandeiro Kisibi Sumu


Programe agora sua viagem para São Jorge. Encontre as pousadas, campings e restaurantes da Vila.