Apresentação do Encontro Veja a programação do Encontro Conheça os artistas Confira as Rodas de Prosa Feira de Oportunidades Sustentáveis Oficinas ministradas durante o Encontro Mostra de Cinema Petrobras Diário de São Jorge Material para imprensa Ficha Técnica do Encontro Entre em contato
 

05/07/2007 16:58
Embaixadores da Lua
O boi, o rádio e o verso

por Alexandre Rissate, da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge

Josino Medina e Paulo Amorim compõem o grupo Embaixadores da Lua, os mestres de cerimônia do VII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. A apresentação dos grupos será transmitida de forma peculiar: pela rádio difusora RD, direto do palco do Encontro

Nas ondas dessa rádio, os grupos participantes contarão suas histórias e serão convidados para a brincadeira dos apresentadores. Como mestres de cerimônia, a dupla adota o improviso nos espetáculos, e tem como objetivo descontrair o público e os participantes. Os cocos, cirandas, batuques de congado, contra-danças e folias fazem parte do CD A Boa Notícia Está no Ar, de autoria da dupla.

O público também será provocado por recadinhos de amor e se emocionará com depoimentos gravados durante o Encontro ou no próprio palco, durante as apresentações. A principal característica da dupla é a surpresa, com aparições, segundo eles, "lunetizantes", promovendo a Ramada do Enturmar, quando ocorre uma troca musical entre os grupos. Os personagens vão nascendo naturalmente durante a apresentação.

O Boi
Tradição no Vale do Jequitinhonha, o Boi de Janeiro, festa que representa a partilha de um boi entre as pessoas, faz parte do repertório do grupo. O boi, que tem o nome de Encantado, não será dividido dessa vez, e surgirá no meio do povo ao som de versos. Segundo Josino, essa é a brincadeira que mais envolve o público e qualquer um pode entrar na roda, citando um verso para provocar ou acalmar o boi.

Os Embaixadores da Lua vão aproveitar o evento para lançar seu novo CD, O Jardim de Todos. São poemas cantados nas vozes de compositores e amigos do pesquisador Carlos R. Brandão, autor do livro de mesmo nome. Entre as participações estão o próprio Josino e o violeiro Dércio Marques, que o grupo o considera o grande mestre. O CD, gravado em 2006, em Borda da Mata (MG), foi regido pelo maestro Chico Moreira.

Origem
O grupo mineiro foi criado em 1992, na cidade de Serra dos Aimorés. Inicialmente era um trio formado por Josino Medina, Paulinho Amorim e Keila Pereira. Em 1996, interrompeu suas atividades, retomadas em 2002, com a formação atual.

Curiosidades sobre a dupla

Paralelamente as atividades artísticas, Paulo Amorim divide seu tempo lecionando História para o ensino fundamental e médio, em escolas públicas e particulares. Na prática de suas aulas, sempre estabelece a ligação arte-educação.

Em 1992 Josino Medina, participou do Festival de Música em Rio Branco (AC), com a música Tawaraná, feita a partir de sua presença no julgamento dos assassinos de Chico Mendes.

enviar por e-mail | imprimir
topo da página | mais notícias

26/05/2009 - IX Encontro de Culturas
Vem aí o IX Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

02/08/2008 - Encontro
Zambiapunga e Turma que Faz celebram o fim do VIII Encontro de Culturas Tradicionais

02/08/2008 - Arcoverde na Chapada
"É só tocar um pouco de Fogo que a explosão ocorre”

01/08/2008 - Entrevista
“Incelente Maravilha”

01/08/2008 - Show
Música caipira faz as honras da casa



Kazadi - Contribuição Bantu na cultura brasileira


Programe agora sua viagem para São Jorge. Encontre as pousadas, campings e restaurantes da Vila.